XENOFOBISMO?. HAITIANOS SÃO VITIMAS DE BALAS NO CENTRO DE SÃO PAULO

XENOFOBISMO?. HAITIANOS SÃO VITIMAS DE BALAS NO CENTRO DE SÃO PAULO

São Paulo, 12 de agosto de 2015. A “Pastoral do Imigrante” no centro da capital paulista, foi cenário de um ataque à balas contra imigrantes haitianos que se encontravam por lá na tarde do primeiro sábado deste mês. A noticia só veio a publico nestes últimos dias.

Foram seis (06) as vitimas deste grave episodio, todos eles do Haiti; feridos de tiros de revolver, foram internados no Hospital Tatuapé, na zona leste da capital. A policia encarregada do caso não descarta a possibilidade que o motivo do crime tenha sido discriminação por causa da nacionalidade, ou seja, xenofobia.

As vítimas que estavam na igreja que sedia a “Pastoral do Imigrante”, na Rua do Glicério, manifestaram que o atentado partiu de um veiculo cinza, com quatro pessoas no seu interior. Ao grito de “Haitianos, vocês roubam nossos empregos!”, teriam começado a atirar. O caso foi registrado como lesão corporal grave no 8º DP do Brás, informaram jornais paulistas. Ainda não foram encontrados os autores deste cruento crime xenofóbico.

A Secretaria da Segurança Pública divulgou uma nota afirmando que “a polícia está colhendo o depoimento dessas vítimas e de testemunhas, e não irá revelar detalhes para não comprometer a investigação”. Calcula-se que 50 mil haitianos vivam no Brasil, desses, mais do 50% estariam na cidade de São Paulo, notadamente no bairro do Glicério no centro paulista, local onde aconteceu a troada.

Segundo a Rede Brasil Atual, os Haitianos atacados no centro de SP passaram por cirurgia para retirada de bala de chumbinho e que as manifestações de ódio e xenofobia crescem no Brasil.

Foto: Heloisa Ballarini / SECOM

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *