VOLUNTÁRIOS ESTRANGEIROS FORNECEM ALIMENTAÇÃO PARA HAITIANOS EM SÃO PAULO: ITALIANOS, CHILENOS, PERUANOS E BOLIVIANOS SE DESTACAM.

VOLUNTÁRIOS ESTRANGEIROS FORNECEM ALIMENTAÇÃO PARA HAITIANOS EM SÃO PAULO: ITALIANOS, CHILENOS, PERUANOS E BOLIVIANOS SE DESTACAM.

 

São Paulo, 28 de abril de 2014. Demonstrando solidariedade frente à crise que os haitianos passam no Brasil, mais especificamente na cidade de São Paulo, voluntários estrangeiros se mobilizaram a semana passada para preparar almoços para os haitianos que se encontram reunidos na Paróquia Nossa Senhora da Paz, no Centro de São Paulo.

 

Estrangeiras de nacionalidade chilena foram as voluntarias que fizeram a refeição para esses haitianos nesta quinta-feira 24 de abril. Já as bolivianas prepararam o almoço no dia seguinte dia 25 de abril. No sábado 26 foi a vez dos peruanos que ofereceram a alimentação para esses imigrantes. A iniciativa tinha tido inicio com os italianos da região do Veneto, os quais doaram marmitex na quarta-feira para alimentar esses imigrantes recém-chegados. Além de alimentação, eles precisam de abrigos para pernoitar, roupas, remédios, vistos e fontes de trabalho, sendo essa ultima, a finalidade pela qual atravessaram vários países até chegar ao Brasil.

 

A partir de 2010, haitianos começaram a entrar no Brasil pelas fronteiras do Peru e da Bolívia, principalmente pelo Acre. Em 2012, o governo estadual passou a abrigá-los num alojamento na cidade de Brasileira, na fronteira com a Bolívia. Já que chegavam sem vistos, eles permaneciam ali até tirar os documentos para trabalhar legalmente no país.

 

 

casa_haiti_002

No início deste mês, o governo do Acre resolveu fechar o abrigo e transferir parte dos imigrantes à capital, Rio Branco. Foram enviados a São Paulo outros 400 estrangeiros, dos quais mais de 200 estão instalados na Igreja Nossa Senhora da Paz no centro de São Paulo. É nesse local onde a solidariedade de estrangeiros de diversas nacionalidades, proporcionando comida para os haitianos, tem se feito presente.

 

Os voluntários chilenos tomaram conta da cozinha para preparar batata, arroz, feijão e picadinho de carne para cerca de 150 pessoas, a iniciativa foi das chilenas Luz Cristi e Gioconda Elgueta, as quais mobilizaram as conterrâneas e seus maridos para fazerem os alimentos em prol dos haitianos.

 

A peruana Magaly Soto levou a família para esse trabalho voluntario e solidário, do qual participaram também, os peruanos Victor Gonzales, Tula Fuentes, Adelaida Castillo, Sobeyda Velasquez, Yesica Palomino entre outros. Estima-se que na próxima semana esses atos de solidariedade por parte de estrangeiros de diversas nacionalidades continue. Nesta sexta-feira, 88 haitianos tiraram carteiras de trabalho num mutirão do Ministério do Trabalho.

Haitianos-002

 

Haitianos-003

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *