ARGENTINOS E URUGUAIOS TÊM 25% DAS MULTAS DE TRÂNSITO

ARGENTINOS E URUGUAIOS TÊM 25% DAS MULTAS DE TRÂNSITO

 

Excesso de velocidade e falta de uso do cinto de segurança estão entre as principais irregularidades

06/01/2014. No primeiro domingo de “invasão” de argentinos ao Rio Grande do Sul em 2014, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) contabilizou 275 multas em apenas um dia na freeway e na BR-101. Das 1,1 mil infrações registradas até a noite do dia 5 de janeiro, 25% foram contabilizadas a eles. O índice chegou a estar em 40% durante a tarde.

Em uma delas, próximo ao pedágio de Santo Antônio da Patrulha, um veículo com placas argentinas foi flagrado a 140 km/h. Uruguaios, em menor número, também foram punidos.

– Como aqui tem pista dupla, não há ultrapassagens e por isso eles pisam fundo. As multas são por excesso de velocidade e falta do uso de cinto de segurança. Eles ficam muito ansiosos para chegar logo às praias – explica o chefe operacional da delegacia de Osório, inspetor Alexandre Bergamaschi.

Mas apesar da fama de apressados, nem todos os turistas argentinos têm postura imprudente nas rodovias gaúchas. Veranista há 15 anos de Capão da Canoa, o advogado Leonardo Puiatt, 39 anos, atribui o pé pesado dos conterrâneos à diferença de legislação. Segundo ele, os argentinos estão acostumados a trafegar em velocidades entre 120km/h e 130 km/h nas autopistas do país.

Os argentinos começaram a chegar em grande número ao Estado a partir desse fim de semana. A expectativa da Associação dos Hotéis, Restaurantes e Bares de Torres é que a ocupação hoteleira da cidade pelos estrangeiros mantenha em 2014 a média de 20% do total de hospedagens.

Fonte: ZERO HORA

Autopistas

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *